Os números de 2014

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2014 do blog da Comunidade Tá Safo!.

Aqui está um resumo:

A sala de concertos em Sydney, Opera House tem lugar para 2.700 pessoas. Este blog foi visto por cerca de 12.000 vezes em Se fosse um show na Opera House, levaria cerca de 4 shows lotados para que muitas pessoas pudessem vê-lo.

Clique aqui para ver o relatório completo

Anúncios

Como foi o #papoSafo com o Casal Partiu

Patricia e Vinícius. Istambul, 2013 (Foto: Patricia Figueira)

Nós do Tá safo! tivemos a honra e oportunidade de receber mais uma vez Vinicius Teles e Patricia Figueira, o famoso Casal Partiu, em nossa querida Belém, dia 29 de Novembro. Diferente do #papoSafo do ano passado com Vinícius,  esse foi “fora da caixa” e de Belém! Auditório? Datashow com apresentações? Que nada! O papo rolou na Ilha do Combu, às margens do rio Guamá, conhecida por seus famosos “restaurantes-palafitas” e com comidas típicamente paraenses, como o filhote, açaí e farinha baguda e com vista para a orla da capital paraense!

Continuar lendo

Os 5 posts mais lidos do ano no blog do Tá Safo

Em 2014, o blog bombou com várias postagens legais. Selecionamos os 5 posts mais lidos do ano. Confira abaixo:

  1. Iniciando com ElasticSearch
  2. Product Backlog Building
  3. Rails para desenvolvimento de produtos
  4. Entrega Contínua com Ruby on Rails, GitHub, Code Climate, Travis CI e Heroku
  5. Porque utilizar AngularJS no seu próximo projeto

É isso aí! O ano ainda não acabou. Fique ligado no blog.

Os finados do software em 2014

Neste ano que passou, presenciamos a morte de muita gente importante. Mas não é sobre eles que quero falar, mas sim, sobre o falecimento de dois ‘caras’ extremamente presentes em nossas vidas, ou não. Perdemos, em 2014, o Agile e o TDD.

O desenvolvimento ágil, agilidade ou agile, deixou de ser um hype e parece estar maduro na cabeça das pessoas, ou não. Enfim, muita gente sabe o que significa Agilidade. Até mesmo pessoas que antes cuspiam no chão quando ouviam falar do termo, estranhamente, hoje abraçaram o agile. Temos que comprar o leite das crianças não é mesmo? Algumas, até tentam mesclar o ágil com a sua metodologia pré-histórica preferida.

Continuar lendo