script as a service

Acho que foi com o rvm.io que tive o primeiro contato com script como serviço. Mas foi instalando e configurando o GitLab “trocentas” vezes, que me levou a evoluir os tutorias de instalação de ferramentas que usamos no trabalho para algo mais prático que ctrl+c e ctrl+v intermináveis, fora o risco de esquecer de executar alguma linha do roteiro e levar o processo pro “beleléu”. Com o ensinamento de um velho camarada onde ele diz que nossos scripts devem virar programas, usei a filosofia do seja burro e preguiçoso mais uma vez.

Já havia criado ferramentas para usuários sem experiência em administração de sistemas, mas precisávamos ser mais efetivos na hora de prover e manter os scripts. Queremos que profissionais de TI com conhecimentos básicos de infraestrutura possam instalar e configurar ferramentas Open Source que, às vezes, precisam ser compiladas e instaladas no sistema operacional (um trabalho maçante, confesso).

Então iniciamos com a instalação personalizada das ferramentas, usando shell script e dialog como interface do usuário:

tools-installer-manual

Com o tempo, vimos que usuários experientes precisavam de algo mais prático ainda do que ficar preenchendo caixas de texto no console Linux. Então a ferramenta foi ajustada para ler receitas (baseado em fatos reais).

tools-installer-automatic

Atualmente, provemos suporte para as distribuições Linux Debian, Ubuntu e CentOS e se você começar a usar e encontrar algum erro ou sugestão de melhoria, fique à vontade e crie um ticket. Bem, conseguimos transformar nossos tutoriais em executáveis. Os usuários não precisam “baixar” os scripts, basta estar conectado à Internet e ter instalado a ferramenta curl na distribuição Linux suportada e correr para o abraço. Já estamos colhendo frutos e ajudando outras empresas. Reduzimos, consideravelmente, os chamados para a “galera do suporte” e estamos nos concentrando em assuntos mais estratégicos.

Um exemplo de como eram nossos tutoriais, com suporte apenas para Ubuntu Linux

instalacao do java - antes

E agora, depois de tomar herbalife

instalacao do java - depois

A dica para você instalar sem medo as ferramentas é ter o VirtualBox e Vagrant instalados. Quando estiver confiante, instale em ambientes reais. Tem um script que instala os boxes das distribuições que usamos para homologação.

Segue o link do site da ferramenta para utilizá-la e a url do repositório git para explorar o código fonte, caso tenha interesse.

Créditos da imagem para John Maida.

É isso aí, moçada. Até a próxima!

Anúncios

O que tu achas?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s