Utilizando o Open Street Map em seus projetos

Em capítulos anteriores, falei um pouco do uso de aplicações fora do mainstream. Tem um danado que preciso falar um pouco mais, o Open Street Map (OSM). Já tinha ouvido falar de várias incursões do povo para mapear locais à pé, de bicicleta e barco para alimentá-lo. É uma plataforma robusta e séria para websites, aplicativos móveis e dispositivos de hardware, apoiada por instituições e empresas ao redor do mundo. Exemplos grandes de uso são Apple e Flikr e o aplicativo de mobilidade urbana Moovit. O @willianpaixao me deu o papo que o Uber utiliza o serviço como data provider.

Continuar lendo

Anúncios